segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

2016, o ano dos conselhos....... Leie, se puder. Aconselho a comentar (rsrsrs).



Nem começou o 3º mês de 2016 e o ano já pode ser considerado o maior em concessão de "conselhos". O governo aconselhou os moradores a cuidarem de suas casas para evitar a dengue, motoristas ouviram da polícia a informação para evitarem uma determinada rota para fugir de congestionamentos ou alagamentos. O governo também informou que estava tudo bem, mesmo com o aumento assustador do combustível e dos produtos. Até a "presidentA" Dilma recebeu conselhos e, mesmo contra a vontade, teve de cumprí-los. Trabalhadores, aos montes, tiveram de ouvir justificativas de suas empresas sobre a crise, o principal motivo para as demissões em massa. Essa mesma parcela guerreira, hoje, ouve conselho sobre como investir no próprio empreendimento.

Imagem: http://img.r7.com/

Mas, apesar de ser cidadã brasileira, não vou gastar as linhas a que tenho direito neste blog para falar de coisa burocrática e eventos sazonais. Só sei e aconselho a acreditar que vamos sair desta. Sabemos trabalhar. A propósito, diga-se de passagem, fazemos isso muito bem. 

Conselho 1: Eu mesma me dando conselho sobre qual roupa sair no frio?

Vim para falar de leveza, de amor, de companheirismo. Afinal, quando criei esta singela página, foi para libertar-me de algumas amarras, de alguns conceitos e transformar este espaço em um diário de, de, de, de, CONSELHOS. (rsrsrsrs).

Vivo postando notícias boas, simples, com o intuito de somar para a vida daqueles que estão ao meu redor. Eu mesma, vivo me dando conselhos!!!

Será que tenho conseguido?
Não sei!


Pedido de Conselho 2: Será que posto esta foto?
Com a homenagem feita pelo IEV ao jornalismo ambiental promovido pelo Band?

Resposta/ Conselho 2:Posta sim, não vai ser exibida. Isso é resultado do trabalho feito com amor.


Quando falei em conselho, é pelo simples fato de que vivo aconselhando, desde que minha família e amigos/irmãos permitam-me.

Amo, amo, amo ouvir histórias. Quando sirvo pra compartilhar o que penso, na tentativa de ajudar, fico ainda mais feliz.

Sem pretensão de nada, esses dias levei uma baita bronca ao tentar aconselhar a minha maior rainha, minha mãe.

Ela vai me matar, mas vou dizer. Eu a flagrei dizendo que iria tomar guaraná e a peguei oferecendo aquele poço de açúcar ao meu pai.

Errei, mas fiquei tão brava. Disse à ela: "guaraná não, toma outra coisa mais saudável". 

Sabe por qual motivo fiz isso? Sou boba, acho que sou a dona da verdade, acho que sou a dona do tempo. Quando aconselho aqueles que amo é pelo simples fato de que quero perpetuar ou estender ao máximo a presença desses tesouros ao meu lado.
Pai e Mãe/ quadro mais bonito que a vida já pintou


Sou a rainha do conselho e do egoísmo? Será? 

É que penso que uma boa palavra, uma única palavra pode mudar um caminho, pode mostrar outro foco sobre um problema. 

Fugi um pouco ao meu hábito, ou seja, de escrever apenas textos mais "ambientais". 

Mas um bom conselho e uma oportunidade de compartilhar valem mais que mil florestas em pé.

Gente, é isso.

Se você leu até aqui, fico muito feliz.

Aconselho a comentar. kkkkk

Um abração e até a próxima!!!