terça-feira, 23 de dezembro de 2014

Projetos para 2015

Olá gente.
Demorou,mas  sempre passo por aqui. 
Gosto de atualizar o blog e saber como estão todos aqueles que acompanham o meu trabalho.
Aproveito para perguntar como foi o seu ano?
Foi de aprendizado, foi triste, foi alegre, foi de surpresas, foi de ganhos,perdas, projetos, acomodações?
Enfim, como foi?
Me contem?
Qual balanço vocês fazem dele?
O meu foi muito,mas muito bom.
Conquistei muitas coisas, amigos verdadeiros e a possibilidade de transformar sonhos em realizações.
Quero que 2015 sejam amplificadas todas essas conquistas.
Desejo a você o triplo do que acredito merecer do universo.
Tudo de bom. 

domingo, 9 de novembro de 2014

Plantas são mágicas,mas exigem cuidados

    Elas são fortes, belas e significam saúde.Estou falando das plantas.
    As espécies não se importam com o local e nem com o recipiente onde estão ou onde serão plantadas, só querem crescer e dar o show que se propuseram fazer nesta vida.
 Mas e quando são impedidas de crescerem por certas praguinhas que surgem silenciosas e que, em muitos casos,cessam a vida dessas estrelas?
Isso é mais comum do que se imagina. Esse problema sustenta lojas e mais lojas do ramo que sempre se renovam nos métodos para combater esse mal.
Há pouco tempo tenho me aventurado neste tipo de experiência. Ganhei várias espécies de uma amiga. Quase todas se adaptaram ao meu  novo lar, mas uma delas  vi que não estava bem. Até crescia,mas no mesmo ritmo morria.
 Em seguida, vi surgir várias bolinhas brancas, parecidas com algodão. Rapidamente, tomaram conta da minha planta e se apropriaram da sua vida.
Dessa forma, fui apresentada à cochonilha. Essa praga (foto abaixo)  se mantém estática nos caules mais próximos às folhas. Em seguida, começam a apresentar manchas e murchar. São minúsculas, em torno de 35 mm,mas devastadoras. Sugam  a  seiva e podem fazer grandes estragos. Imagina só um inseto desse tamanho atacando a nossa agricultura? Pois bem, isso acontece há muito tempo. 

Há relatos de que  cafezais espalhados por todo o Brasil  foram exterminados pelo ataque desse inseto.

Especialistas descobriram que a praga se expande devido às condições de clima, ou seja, temperatura  e umidade relativa do ar. Isso acontece, em especial, no verão.


No meu caso, foi uma única planta apenas que com o ataque das cochonilhas se resumiu a um  pequeno ramo.  


                                                      Cochonilhas/foto divulgação


    
 A solução encontrada foi uma vitamina, que agora não me lembro o nome, mas que de forma muito rápida devolveu a vida ao meu Antúrio. 
Foi só eu me atentar ao problema que vi inúmeros textos sobre o assunto na internet.
Vou compartilhar aqui uma receita caseira que também já testei e aprovei.

"Para eliminar a praga, lave a planta com uma mistura de sabão daqueles de barra.Dissolva o sabão em água quente, espere esfriar, e faça aspersão sobre as folhas.Lave depois com água limpa"

Em breve, vou postar foto da minha planta recuperada.
Você tem algum exemplo de praga que atacou plantas  na sua casa? Pode compartilhar comigo.
Até a próxima!

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Na hora certa

    Olá gente, tudo bem? 
    Para mim está tudo bem. Reencontrei um sentimento que havia perdido há 20 anos. Na Copa do Mundo de 94, nossa cadelinha "Batata" morreu com Parvovirose e com ela se 
foi também  o meu sentimento de amor pelo mundo canino.

Desde então, sempre olhei para o cão com o respeito 

merecido,mas não havia despertado em mim a vontade 

de ter um cachorro novamente. 

Nada como a maturidade,  época em que você percebe

 de uma forma mais detalhada o que realmente tem 

valor. Meus tesouros são minha família, meu companheiro,

 meus amigos,minha saúde,minhas raízes. 

Nesse contexto  percebi que estava 

faltando algo. Foi  aí que pensei  com muito carinho 

em um cachorro.

    Apresento-lhes o  "Crux". Um Pastorzinho da Mantiqueira porreta que tem enchido meus dias de alegria.



     O nome  dado a ele é também o nome  da constelação Cruzeiro do Sul. Mas neste caso a inspiração partiu de outro mundo, o da escalada.  Não sou especialista no assunto,mas conversando com um rapaz muito entendido no assunto,(Luís Flávio Vieira) soube que é   o ponto mais alto de uma rocha. É o nível desejado por todos os escaladores. 
    Enfim, ainda não estou sabendo lhe dar com as mordidinhas de dentinhos de uma criaturinha de 45 dias. Só sei que chegar em casa e ver uma carinha dessas tem sido bem bacana.
    Ele vai crescer, se tornar o vigia da casa e o mais importante, um companheirão verdadeiro.
Alguém tem cachorro? Compartilhe em meu blog as fotos. Fico no aguardo. Abração.

domingo, 27 de julho de 2014

Um mundo paralelo, encantador

     Olá  gente, quanto tempo não apareço por aqui. 
     Não abandonei meu blog não, estou com saudades. No último mês estive ainda mais engajada em um projeto pessoal, a casa própria. 
     Pois é, é dela mesmo que quero falar. Não sei se é sonho,mas se for pretendo transformar em realidade.
     Já admirava,mas agora tenho admirado ainda mais alguns mestres e mestras do artesanato, em especial, aqueles que reaproveitam o que iria para o lixo.Comecei a olhar diferente para tampinhas de garrafas pet para a produção de um  abajur, que  será  uma peça decorativa da minha casa.Esse primeiro exemplar foi dado à minha irmã.
Abajur feito de tampinhas de garrafa pet

      Fiz somente um este modelo,mas quero me aprimorar no assunto.

     Olhem só este abajur abaixo. Para fazer a base contei com a ajuda de meu lindo pai, João Batista dos Santos, e de mainha linda, Paula Santos.Usei cano PVC que seria jogado fora.Veja a foto!
                                                    Abajur feito com tecido tnt e cano PVC

    Já admirava a palha da bananeira.Inclusive, recomendo a todos que compram as peças feitas pelas artesãs de São Bento do Sapucaí. Só vendo pra acreditar em tamanha beleza. Mulheres simples, mas que não economizam na beleza e na criatividade em suas peças.
   Quero muito fazer outras peças. É só dedicar tempo,pois amor e vontade eu tenho de sobra. 
   Se tiverem ideia de artesanato, do que já reaproveitaram para fazer peças decorativas, por favor, enviem-me.
    Um abraço e  até a próxima!

sexta-feira, 13 de junho de 2014

Vale Ecologia vai falar sobre Áreas de Proteção Ambiental

Neste mês vai ao ar o programa Vale Ecologia na Tv Band Vale. 

Desta vez vamos falar sobre a função de Áreas de Proteção Ambiental. Em todo o estado, há 130 delas.

Na Região Metropolitana do Vale,   há unidades  em São José dos Campos,  Campos do Jordão, além dos núcleos  do  Parque  Estadual da Serra do Mar,um deles localizado em Cunha.

Um oásis de 14 mil hectares de mata atlântica preservados. 

Mas a ação de palmiteiros representa risco ao meio ambiente.Vamos mostrar como esses cortadores de espécie juçara agem na mata. 

O programa também vai mostrar algumas das 300 pesquisas que são realizadas no núcleo. 

O parque também oferece 3 opções de passeio,uma delas é a trilha do Rio Paraibuna.(conforme fotos abaixo).



                                                  Rio Paraibuna que margeia a trilha

                                           Equipe do Vale Ecologia sendo monitorada pela equipe 
                                                   do PESM-Cunha.(Foto:Cristiano Bucholz)

Vale Ecologia, dia 21 de junho,às 8h30, na TV Band Vale.

segunda-feira, 26 de maio de 2014

Polícia Ambiental retira papagaio de idosa de 90 anos

Olá gente,boa noite! É tão prazeroso fazer o que amamos. Bom,abaixo segue o link de uma das duas reportagens que fiz neste fim de semana na Band São Paulo.Assistam e comentem!

http://bandnewstv.band.uol.com.br/videos/?v=15048398

sexta-feira, 2 de maio de 2014

Meu protesto pelo meio ambiente

Olá gente!
 Um decreto da Secretaria do Estado do Meio Ambiente de São Paulo determina que  um autor de infração ambiental de menor dano poderá cumprir medida alternativa ao pagamento da multa que, geralmente, tem valor elevado. A medida sócio-educativa pode ir desde a reparação do dano ambiental até a prestação de serviços ecológicos ou participação em cursos de educação ambiental. 
A proposta também pretende  aumentar para 75% a resolução dos processos por dano ambiental no Estado, hoje de apenas 15%. Dos 13 mil autos de infração que a Polícia Ambiental e outros órgãos de fiscalização aplicam por ano, menos de dois mil são pagos e resolvidos. Os outros 85% acabam ficando sem solução em processos que se arrastam por até cinco anos. 

Este danos correspondem a ações de   caçadores e pescadores irregulares, portadores de pássaros silvestres ou pessoas que danificam ou cortam uma árvore,mas que não chegam a ser desmatadores .Para este último,um  sistema informatizado  permite acompanhar em tempo real as intervenções na área degradada, inclusive com acesso público. O monitoramento ambiental por imagens de satélite, estendido a todo o Estado, detecta alterações na vegetação de 0,2 hectares (2 mil m2), com cem vezes mais precisão que o sistema existente na Amazônia.
É uma boa medida na tentativa de frear a destruição do meio ambiente. 
Neste contexto, vale lembrar a esses infratores que um ser humano que nasce é sinônimo de destruição do mundo. É o processo natural. Afinal, para que um ser humano se mantenha vivo é necessária maior  produção de água, alimentos,roupas, etc... .
À medida em que a população mundial aumenta, crescem também os meios tecnológicos para garantir segurança alimentar à essas pessoas. 
Se caminhamos para o fim de um ciclo, por que não deixar que esse ciclo se feche sozinho?
Os caçadores e  pescadores irregulares, os portadores de pássaros silvestres e os desmatadores antecipam o processo natural da fauna e da flora.
Mais do que uma punição do Estado, mereciam um tratamento de choque para mudar a postura perante ao meio ambiente.
Não pretendo ,não almejo e nem sonho em ser uma ativista,mas não vou deixar de ter atitudes simples que não me custam nada no dia-a-dia. 
Obrigada a todos pela leitura.Até a próxima!
Ah, não deixem de dar sugestões e comentar os textos. 


segunda-feira, 31 de março de 2014

1º de Abril: Poderia ser mentira, mas não é

Olá  gente!
Nesta terça-feira ,1º de abril , é lembrado o Dia da Mentira.
Entretanto,  a  semana começou com uma notícia que  não é brincadeira.
Relatório da ONU(Organização das Nações Unidas) mostra que seus  filhos, netos  e  bisnetos correm o risco de não conseguirem aproveitar tudo de bom que você já  conquistou ou que irá conquistar   nesta vida.

O estudo aponta que  o   aquecimento global é  uma crescente ameaça à saúde, às perspectivas econômicas e aos recursos hídricos e alimentares de bilhões de pessoas e que até  2100 a situação tende a piorar. 
O novo trabalho do órgão da ONU Painel Intergovernamental para a Mudança Climática  também mostra que o mundo está mal preparado para os riscos decorrentes de uma mudança climática.
Por último , aponta que nós "pobres e vulneráveis" seremos os  mais afetados".

                            Blocos de geleiras derretem 

Para os brasileiros eu  diria que o resultado   é um pouco mais preocupante.No Brasil, uma das áreas mais vulneráveis às mudanças climáticas  é o Nordeste.Segundo o relatório, o aumento da temperatura global pode afetar diretamente o plantio nas lavouras. Áreas destinadas ao cultivo do café, por exemplo, podem reduzir até 6,75% até 2020.Vale lembrar que o Brasil é o maior produtor exportador mundial de café.  
                           Seca no nordeste ,região mais afetada
Mas  estudos também nos mostram que estamos num ciclo, tudo que nasce uma dia morre.Sendo assim, nós que  não somos especiais, um dia também vamos morrer.
A Nasa  divulgou há algum tempo imagens que mostram que a  nossa Via Láctea está em rota de colisão com Andrômeda.  Os dados do telescópio Hubble mostram que   a   “colisão frontal titânica”   deve criar uma galáxia completamente nova.Ou seja, renovação!Isso só deve acontecer daqui 4,5 bilhões de anos .Nesta data, talvez  já não exista   vida    no planeta terra.
Que tal usar  a palavra "renovação"  com o intuito de  tornar especial a herança para os seus? Na prática, a sustentabilidade é um conceito meio utópico. Você precisa de carro para chegar a tempo ao trabalho, para conseguir levar e buscar o filho na escola e para , aos fins de semana, passear com a família.Uma bicicleta ou transporte coletivo não oferecem o mesmo nível de comodidade.
Mas não é utopia a ideia de que outros hábitos    podem ser colocados em uso  diariamente. Eu falo de coleta seletiva,  plantio de mudas, horta em casa e  educação pelo próximo.  Ensinar os  filhos de que neste mundo dividimos espaço com muitas outras pessoas  e temos a obrigação de contribuir da melhor forma. 
Fotos:Google
Fontes: UOL,WWF ,BBC,GIZMODO,NASA,BAND

segunda-feira, 10 de março de 2014

Que tamanho de abóbora!

A curiosidade me levou à notícia de hoje.
Pesquisando na internet alguma receita sobre doce de abóbora para que pudesse aprimorar meus dotes culinários, encontrei vários textos sobre uma competição que acontece anualmente nos Estados Unidos.
Abaixo segue uma foto para vocês entenderem sobre o que estou falando.
                                                  Abóbora gigante -vencedora 2010

Trata-se da mais tradicional competição de produtores rurais um tanto malucos que investem no plantio e no crescimento das abóboras.O evento acontece há 40 anos.

 O último a vencer o campeonato foi o  norte-americano Ron Wallace que  bateu o recorde mundial ao cultivar uma abóbora de 911 quilos.

                                                                 Abóbora 911kg

E a loucura não se restringe aos norte-americanos. No Brasil, um casal de agricultores de Valença ,Bahia, cultiva  abóboras   que   ultrapassam os  60 quilos.É bem menor se comparada às gigantes dos nossos vizinhos.

Qual seria o segredo dessas abóboras?

Cada um tem sua receita,  não são unânimes.
Há quem diga que é carinho, é só plantar que a terra dá em troca.
Já os produtores malucos dos Estados Unidos dizem o seguinte:

*Evitar a  presença de buracos no solo e no fruto;

*Uso de hormônios naturais de crescimento;
*Atualmente o  mais comum é que os cultivadores alimentem as abóboras com um composto fermentado (água misturada com minhocas, melaço e kelp líquido) tão rico que os frutos podem chegar a ganhar 23 quilos por dia.

Independentemente do tamanho, o que queremos é que essas abóboras pequenas, médias, grandes ou gigantes se transformem em doces caseiros. Aqueles que fazem a gente lembrar o quanto são gostosos   a simplicidade, a tradição e  o gostinho de cozinha caseira.

Fica a dica!
Quem fizer um doce desses , pode me enviar!
Abraços e até a próxima!


quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Figueira do Imperador X Concreto

            Em Roseira Velha  existe a  Fazenda Boa Vista é uma reserva ecológica, considerada um posto avançado da reserva da biosfera da Mata Atlântica - título concedido pela UNESCO.          Desde 1973, a fazenda desenvolve eventos ligados à cultura e à preservação do meio ambiente. As antigas senzalas e o pátio da Fazenda Boa Vista passaram a abrigar o "Pátio das Artes", espaço dedicado à manifestações culturais como  lançamento de livros, exposições de artes e  outros eventos. 
      Nos últimos trinta anos, a Fazenda Boa Vista também desenvolve um trabalho de recuperação da Mata Atlântica, resultando em uma extensa vegetação, que mostra a riqueza da flora vale paraibana, associada à beleza da biodiversidade da Mata Atlântica.


  Figueira do Imperador

           No local há  árvores centenárias, entre elas a "Figueira do Imperador",considerada uma patrimônio da cidade.  
O problema é que  em cima da raiz da árvore colocaram uma cerca com uma base de concreto (foto abaixo) .
                                                       Cerca passar pela raiz da figueira

       Se alguém tiver alguma explicação para isso seria bom. Será que há alguma  autorização para colocar está cerca em cima da raiz?
     Pelo  conhecimento de especialistas,  o concreto cai bem em construções,mas não na natureza. 
       Na Capital Paulista um estudo  foi  feito sobre o efeito do concreto e das construções em árvores.
   Segundo o coordenador do projeto, o engenheiro agrônomo Tácito Lucio Toffolo dos Santos,uma árvore estrangulada pelo concreto corre sérios riscos. O canteiro irregular prejudica tanto a planta que ela pode cair. As raízes recebem menos água e nutrientes, além de perderem a estabilidade, já que não acompanham o crescimento da copa.

      O  princípio básico do  jornalismo  é ouvir os dois lados da história,mas agora lanço as perguntas. 
Afeta ou não a árvore? 
Ela deveria ser protegida? 

     Esta foi uma sugestão de morador e leitor, se alguém tiver sugestões sobre meio ambiente, pode me enviar.

Agradeço.
Até a próxima!!

Fontes: Prefeitura de Roseira, Fazenda Boa Vista e  Folha de São Paulo

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

Que tempo quente!


Creio que a sensação que vou descrever agora deve ter sido compartilhada por muitos. A noite de hoje "facilmente" foi  a mais quente na região. Para quem não conta com um ar-condicionado e recorre a ventiladores, o jeito foi fazer malabarismos para encontrar a melhor posição,nem tão perto, nem tão longe do aparelho.
Os dias têm sido muito quentes.Segundo o Instituto Somar de Meteorologia, desde 2000, quando começou a medição pelo instituto  na região do Vale do Paraíba , janeiro de 2014 foi o mês mais quente da história. As temperaturas máximas chegaram a 33,3 graus.
Desse jeito, água fria está fervendo.Banho não adianta nada e sombra em árvore é artigo de luxo. Daqui uns dias creio que vão  cobrar mais caro por uma vaga em sombra. Tomara que esse data esteja próxima, daí "verão" o valor de uma árvore para a composição da vida na terra.
Minha esperança é  que a previsão deve melhorar daqui a quinze dias. Segundo a Somar Meteorologia, um bloqueio que impede a passagem de frente fria ao Brasil vai se afastar .As instabilidades vão vir em boa hora. Em bom momento, também vai embora o horário de verão.  Termina no próximo dia 16 de fevereiro, quando os relógios deverão ser atrasados em 1 hora.
Até breve, amigos!

domingo, 19 de janeiro de 2014

Uma herança boa para o mundo

Olá gente!!!!

Dias atrás olhando pela janela de casa observei uma árvore no meio do morro, ela chamava atenção, pois era a única em meio a um espaço de vegetação rasteira e erosão.
Fiquei pensando qual era a história daquela árvore. Para minha surpresa, fui descobrir que quem havia plantado a espécie era o meu pai. Ele fez isso num dia de passeio junto com os netos. Atitude simples e incrível!
Então perguntei a ele com quem tinha aprendido aquilo.Ele me disse que muitas árvores na comunidade em que moramos haviam sido plantadas por ele e o pai (meu vô, que não cheguei a conhecer).
Meu pai já ganhou meu coração faz tempo,mas com essa  ganhou minha mente e minha alma.
É simples e  incrível. É lindo e mágico.Mas é difícil e quase raro este tipo de atitude.
Há dois anos a minha sobrinha mais nova nasceu em Guaratinguetá. Um projeto muito interessante foi criado  na cidade. Tomei conhecimento da iniciativa devido ao nascimento dela.
A prefeitura resolveu dar o nome das crianças a cada árvore plantada na cidade.
Se alguém for até o Parque Ecológico Anthero dos Santos poderá conferir os nomes dessas crianças.Não tenho conhecimento se o projeto teve continuidade com a nova gestão.
Mas não é preciso iniciativa pública para fazer multiplicar o número de árvores nas cidades.
Que tal levar  o neto para plantar uma árvore em algum lugar permitido.....
Que tal plantar uma árvore antes mesmo de seu filho nascer.... 

Bom gente, esse é o texto de hoje.
Um abraço e até a próxima.
Ah, comentem, fiquem à vontade.
Mudei uma configuração no blog e agora dá para comentar textos e mandar sugestões.


quinta-feira, 2 de janeiro de 2014

Vale Ecologia sobre o Juqueriquerê, o maior rio navegável do Litoral Norte Paulista

Olá gente !Seguem os links do programa 
Vale Ecologia exibido pela Tv Band Vale.


http://www.youtube.com/watch?v=AN6cWN8uNys

http://www.youtube.com/watch?v=hZBq7GR_Zog

http://www.youtube.com/watch?v=eTmxLy03Wfw

Serra da Mantiqueira,a insubstituível



          Não precisa nem dizer que ela é maravilhosa,mas  um estudo publicado na revista Science apontou  a Serra da Mantiqueira como sendo  o 8º local de área protegida mais insubstituível do planeta.Elaborado pela International Union for Conservation of Nature, o ranking analisou 78 lugares, que abrangem 137 áreas protegidas em 34 países.(Fonte : G1)


                                           Serra da Mantiqueira
       A Serra da Mantiqueira é uma importante cadeia montanhosa, com altitudes que variam de 800 a 2.800 metros.Passa por Santo Antonio do Pinhal, São Bento do Sapucaí,   Campos do Jordão  e faz divisa com os estados de Minas Gerais e Rio de Janeiro.
                                           Pico dos Marins, Serra da Mantiqueira (divisa com Minas Gerais)
            Não importa se  ocupa apenas o 8º lugar nesse ranking que traz ainda o  Parque Nacional Kakadu ,na Austrália,  em primeiro lugar.O que vale mesmo  é saber que a Serra da Mantiqueira integra o ecossistema da Mata Atlântica que possui uma das maiores biodiversidades do planeta. . Algo tão incrível que fica difícil descrever com palavra.

            Um levantamento florístico
https://www.facebook.com/lucas.nogueiragoncalves?fref=ts feito pelo Consultor Ambiental, Lucas Nogueira Gonçalves, no Maciço do Marins, mostra  uma  diversidade enorme.Segundo Lucas,  fica impossível finalizar o levantamento,pois a cada análise são descobertas novas espécies. 
       A Serra da Mantiqueira já se tornou conhecida e admirada por muitos turistas que embarcam da grande cidade rumo ao ar fresco das cidades próximas à Mantiqueira.
As rochas encravadas na serra também são palco para 


prática de esportes de aventura.
Rocha na região do Gomeral, em Guaratinguetá

Falésia Paraíso, em Pindamonhangaba
    Este grande maciço também é conhecido pelas temperaturas amenas - principal atrativo aos turistas que frequentam a região. No último sábado, dia 28/12/13,os termômetros marcavam 42,1Cº em Moreira César,no Vale.  Em São Bento do Sapucaí, na Serra, as máximas marcavam 29,5 Cº.Uma demonstração do que uma área arborizada pode significar para a população que nela habita. (Fonte:Somar Meteorologia) 
   Um estudo feito pela Unesp de Presidente Prudente,SP,  apontou que nas áreas urbanas, as regiões mais quentes são as de conjuntos habitacionais, onde além de não ser costume a arborização das vias, muitas têm cobertura de telhas de fibrocimento, as eternites. O efeito positivo das árvores na redução do impacto do aquecimento local é tremendo. A boa distribuição de árvores e parques públicos são as estratégias mais viáveis para amenizar o efeito do aquecimento local.Além disso, as árvores tem o poder de retirar gases nocivos e  tira da atmosfera quase uma tonelada de monóxido de carbono por ano. 
        O que se vê ao longo dos anos são mais carros e menos árvores;  mais tempo quente e menos pássaros;  mais gente suando e menos gente respirando ar puro. Enfim, essa conta vai longe.
           Por falar em vegetação, além de árvores nativas como o Cedros, Palmeiras, Pau-brasil,Jequitibá-Rosa e  Figueiras, o Brasil é o   único país que  abriga  araucárias. No sudeste, o ecossistema Mata Atlântica da Mantiqueira é palco dessas beldades que podem atingir até 50m . 
Aurácarias
          A cadeia de montanhas  da Serra da Mantiqueira também é abrigo para espécies  de animais em extinção. Em São Francisco Xavier, por exemplo, podemos encontrar os muriquis, o maior primata das Américas. Entre outros animais   característicos da serra estão o lobo-guará, a onça parda, jaguatirica e o macaco bugio.
           A criação da Apa (Área de proteção ambiental) da Serra da Mantiqueira   em 1985 pode até ser um início de um projeto. Mas a iniciativa caminha  a passos lentos.Tudo depende da quantidade de recursos.Mas a medida   também precisa de voluntários que levem no sangue a vontade de ver em pé e protegida essa cadeia de montanhas.
            Envie seu comentário!    Será muito bem-vindo.