terça-feira, 24 de dezembro de 2013

Vale tudo neste natal

Vale tudo neste Natal!
Abaixo algumas fotos de amigos que fiz ao longo deste ano.
Espero que todos tenham um lindo Natal, que em 2014 possamos manter nossa parceria e compartilhar informações positivas.
Feliz Natal, 2014 Feliz!




quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Uma árvore em 2014

A Associação Corredor Ecológico do Vale do Paraíba (ACEVP)
lança o Vale-Árvore. É uma forma efetiva de o empresariado participar da construção dos corredores ecológicos no Vale do Paraíba e oferecer aos clientes e colaboradores um presente que faz a diferença.
A iniciativa Corredor Ecológico do Vale do Paraíba tem o objetivo reconectar 150 mil hectares de Mata Atlântica. Tanto pessoas físicas como jurídicas podem colaborar para que esta meta seja atingida, doando a partir de uma árvore de R$ 15,00. Esse valor é remanejado para o plantio, a manutenção da árvore plantada por 2 anos,desenvolvimento de projetos socioculturais e continuidade da iniciativa. As árvores serão plantadas em propriedades rurais do Vale do Paraíba que já aderiram ao Corredor Ecológico e são os tutores das florestas para as gerações futuras. Para o reflorestamento, são usadas cerca 80 espécies diferentes nativas da Mata Atlântica.
Para participar basta que a empresa entre em contato com o Corredor Ecológico para adquirir o Vale-Árvore. Cada pessoa presenteada receberá um link da área do plantio, podendo acompanhar o desenvolvimento da floresta pelo Google Mapas no site do Corredor.
Até o momento o Corredor Ecológico do Vale do Paraíba reflorestou 605 hectares de mata nativa no Vale.
São mais de 1 milhão de novas árvores da Mata Atlântica que ajudam a trazer de volta a biodiversidade do Vale e a proteger os recursos hídricos de uma das florestas mais importantes do mundo.
A iniciativa Vale-Árvore está alinhada com as mais recentes tendências de se oferecer presentes que tenham um alto valor agregado e serem ambientalmente corretas.
Mais informações:
Para adquirir o voucher – Vale-Árvore entre em contato com:

contato@corredodovale.org.br, tel.: 12 3949 2038

domingo, 24 de novembro de 2013

 Violeta, mais fortes do que pensamos

Violeta,rosa,amarela, branca, roxa,azul! Enfim, é uma Violeta.


Recentemente comecei a cuidar de  uma flor desta espécie. Reguei-a pelo menos duas vezes por semana ,além de deixá-la próxima à luz do sol. 
Sabem o que aconteceu? 
Ela me presenteou com sua bela folhagem,  antes meio apodrecida. 

Já tinha conhecimento  da fama da Violeta,mas não a noção exata de seu poder e  simplicidade.
A espécie é considerada preferência nacional por ser de  fácil cultivo. O preço é outro atrativo (unidade: R$5).

Pesquisei alguns sites sobre a Violeta e descobri algumas curiosidades desta espécie .



Violeta-brava (Viola canina) -  dentre as espécies oriundas da natureza, a violeta-brava possui o matiz de azul mais procurado. Algumas espécies híbridas de violeta utilizam-se do código genético da flor europeia para compor as coloridas flores. As flores se abrem entre abril e julho.


Violeta africana
Existem muitas similaridades entre os diversos tipos de violeta cultivados e vendidos e algumas plantas que não pertencem à família botânica das violáceas. As semelhanças físicas tão marcantes que algumas variedades acabam tomando emprestado o nome "violeta", é o caso da popular violeta africana (Saintpaulia ionantha), que na  verdade faz parte da família das gesneriáceas (Gesneriaceae).

A natureza surpreende.
Fica a dica! Vale a pena investir em uma espécie  dessa que   "sorri" para a gente quando chegamos em casa.


segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Parque Estadual de Ibitipoca, vale a pena conferir!

 "Criado em 1973, o Parque Estadual de Ibitipoca  abrange uma área de 1.488 hectares onde vivem diversas espécies da fauna e flora ameaçadas de extinção como Lobo-Guará, Onça-Parda, Bugio e o Mono-carvoeiro".

O texto acima é um dos  poucos  que se encontra a respeito do Parque Estadual de Ibitipoca, em Minas Gerais.Ao visitar esse paraíso de cachoeiras, floresta e  cavernas se descobre muito mais a respeito da riqueza em biodiversidade abrigada no local.

São 5 horas de viagem,  passando por  Caxambu,São Lourenço e Aiuruoca até Lima Duarte,de lá  mais 27 quilômetros de estrada, a maior parte de terra, chega ao vilarejo de Conceição de Ibitipoca.

Quando o turista chega ao local é convidado a fazer uma boa caminhada até o ponto de acesso a vários lugares de visitação dentro do parque. 

É aí que começa a viagem por este lugar mágico. O visitante "automaticamente" é convidado a se ajoelhar diante de tamanha grandeza, a natureza. 

                              Prainha vista de um dos  mirantes do parque 


A Prainha (acima) é o primeiro lugar onde o turista pode se aventurar. A julgar pela paisagem, é digna de um artista divino. A prainha faz parte do Roteiro das Águas.

                                                             Gruta dos Coelhos 







                                                         
                                                             Lago dos Espelhos 

                                                       Ponte de Pedra 


Dentro do Roteiro das Águas, que tem 5km,  ainda estão os passeios até a   Ducha,Lago Negro, Prainha das Elfas, Gruta dos Gnomos,Lago das Miragens,Cachoeira dos Macacos e Rio do Salto.



Quando se mergulha nessa imensidão verde até se esquece que o mundo também é formado pelo desenvolvimento econômico avassalador. O cheiro desse mar verde é impressionante, a vegetação densa nos presenteia a cada segundo, nos surpreende a cada olhar. 

  
                                                       Cogumelo alaranjado

No segundo dia de visita, mais surpresas. Tempo um pouco fechado no início do dia,mas animação extrema!


O Pico do Pião aguarda os visitantes. Antes de chegar até ele  há pelo menos três grutas que servem como recompensa pela caminhada de 11km ida e volta. 


                               Trajeto até o morro do Pião

A placa acima quer dizer que já andei quase  3km até o Pião.O sol logo abriu e me acompanhou nesta aventura. 


Gruta do Monjolinho


Gruta do Pião (Caverna)


O Roteiro do Pico do Pião também engloba a trilha até a  Gruta dos Viajantes .

Três horas depois de mais subidas que descidas, enfim, o Pião.


                                        Chegada ao Pico do Pião

Fica a dica! Vale a pena visitar Ibitipoca. O maior desafio será cumprido no  meu próximo passeio. A visita a Janela do Céu.  

                  
                                                                  Janela do Céu 







quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Bolsa Árvore!

Olá gente!

Estou há algum tempo em busca de duas palmeiras ou dois coqueiros entre  5 e 6 metros  para plantar em minha residência. 
Quem convive comigo diariamente não deve aguentar mais me ouvir falar do assunto. No trajeto para o trabalho ou para qualquer outra atividade comento sobre meu encanto por essas espécies.
São tão resistentes, embelezam  casas, praças e outros espaços públicos. Aguentam sol  e chuva intensos,  barulho  e poluição de veículos  e outras barbaridades .

Enfim, as que desejo  colocar em minha futura casa terão vida boa.Prometo!

Já fiz a pesquisa e consegui preços diferenciados, preços elevados.Ainda assim insisto, pois acredito que quanto mais informação tiver, terei a possibilidade de escolher os melhores preço e produto.

Alguém aí por acaso sabe onde consigo dois exemplares  de uma ou de outra espécie acima citada? 


                                                                       Palmeiras em espaços públicos


Há muitas espécies de Palmeiras, uma das mais bonitas é a Palmeira Majestosa de origem africana.Pode medir de 5 a 10 metros,   se destaca pelo conjunto formado por seu tronco quase em forma de garrafa e pela folhagem curvada e voltada para cima."Embeleza  que é uma beleza."(Fonte:Portal das Palmeiras)


                                                         Coqueiros em praia  

No mundo, os coqueiros são cultivados em sua maioria por pequenos agricultores da Ásia, África, América Latina e Pacífico. O coqueiro-gigante, que atinge 18 metros de altura, está no Brasil desde o século 16, enquanto o anão, que bate nos dez metros de altura, chegou por aqui nos anos 20 do século passado.
Além da sombra, a árvore oferece uma fruta bastante apreciada e com diferentes finalidades. Do coco aproveita-se a água, que é bastante saudável pela riqueza de sais minerais. Já sua polpa é utilizada pela indústria para a fabricação de leite de coco e de coco ralado, ingrediente para a elaboração de chocolates, biscoitos, iogurtes e sorvetes, entre outros alimentos.(Fonte: Revista Globo Rural).

Antes da beleza, penso que  uma árvore é sinônimo de equilíbrio,devoção ou até mesmo  agradecimento por tudo de bom que ainda nos resta neste mundo. Uma árvore plantada é uma história para nossas gerações e para gerações futuras de amigos, inimigos e de  quem quer que seja.

O governo cria bolsa auxílio  para tanta coisa,muitas delas sem explicação. Um exemplo é o "Bolsa Preso", que existe desde 1960, mas que nunca "deu" tanto dinheiro quanto nos últimos anos. Só para se ter uma ideia, nos primeiros seis meses do ano o montante ultrapassou R$150 mi. Absurdo!
O valor pode variar de R$612 a R$915, dependendo da
contribuição prévia de cada preso.Em muitos casos,

torna-se um estímulo  ao filho do bandido seguir na vida do crime. 

Daí eu te pergunto.   Por que não criar "Bolsa Árvore"?
O que já existem são  Organizações Não Governamentais, que espalham o verde pelo Brasil através de adoção de árvores por parte dos cidadãos. O valor de cada árvore pode chegar a R$15 . Também há outras  ONGs que trabalham com uma doação anual.

Assistencialismo quem precisa é o meio ambiente e não nós, humanos.

Que   o  valor fosse mínimo ,não importa. Seria um presente para    a fauna e a flora  e para nós.  

Eu quero Bolsa Árvore!

sexta-feira, 4 de outubro de 2013

O que são pragas?

O título é muito subjetivo. 

Pode ser praga para você um trânsito infernal enfrentado diariamente. Pode ser praga para mim um calor extremo (confesso que prefiro o frio).

Mas as pragas às quais me refiro são lagartas que atingem palmeiras imperiais centenárias das cidades da Região Metropolitana do Vale .

Em São José dos Campos, há pelo menos 20 espécies sendo atingidas por lagartas Brassolis sophorae e Brassolis astyra. Conhecidas como lagartas das palmeiras, elas resultam das  larvas de duas espécies de borboletas. 

Para  a Ong Eco Solidário são consideradas pragas por deixarem quase que sem folhagens árvores centenárias. 

Para a Prefeitura de São José dos Campos a atenção devida tem sido dada,mas o tratamento para conter o avanço da espécie é feito sem tratamento químico. Além disso, a prefeitura diz que a espécie não pode ser combatida pois ajuda na reprodução de pássaros.

Será mesmo que tanto impacto causado ao longo dos anos não irá afetar essas árvores que, mais que históricas, colaboram para o equilíbrio ambiental da região urbana de São José dos Campos?

A Ong Eco Solidário diz que é uma doença que pode ter se alastrado para todas as espécies.

A Prefeitura diz que tem data para acabar. Bom .... pelo menos neste ano o  problema deve chegar ao fim até o fim deste mês. Mas recomeçar em setembro do ano que vem.

Acompanhe o assunto  também com André Miragaia da Eco Solidário ( https://www.facebook.com/andre.miragaia.1?fref=ts ).



sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Brasileiro gosta de árvore?

Olá amigos, tudo bem?


Hoje participei das comemorações dos 10 anos do Projeto Rio Vivo, do Grupo Bandeirantes de Comunicação, do qual faço parte.

Tivemos a oportunidade de reunirmos representantes de prefeituras da região, de órgãos que respondem pela proteção do meio ambiente e também de empresas que patrocinam há uma década esse projeto que trata da preservação do Rio Paraíba do Sul.
Entre os convidados, Luís Bettoni, da Ong Reflorestar é Viver , Professor Fernando Celso Wendling, coordenador de Projetos da Escola de Especialistas da Aeronáutica de Guaratinguetá e Paulo Valadares, do Corredor Ecológico do Vale. 
Sabe os convidados que apresentei acima? Eu sentei na mesma mesa que eles . Por uma hora  falamos sobre os desafios de produzir água numa região como a Metropolitana do Vale.
Aprendi que são muitos os obstáculos. Enquanto uns têm muita vontade de plantar árvores, há outros que resistem   em oferecer a propriedade para o reflorestamento. (http://produtordeagua.ana.gov.br/)
Aprendi que com vontade é possível plantar 200 mil mudas como fez Luís Bettoni.(www.reflorestareviver.org.br)
Ou melhor,210 mil  através do projeto Corredor Ecológico do Vale. http://www.corredorecologico.org.br/index_pc.php
Mas também ouvi que há resistência, não somente por parte de produtores rurais, como também de prefeituras que deveriam zelar pelo patrimônio maior que nos foi dado de graça. "O MEIO AMBIENTE".
Ouvi por último que "brasileiro" não gosta de árvore.
Será mesmo que é tão difícil pegar uma dessas mudas espalhadas pela rua pelo Luís Bettoni   e plantar em casa ou adotar uma das oferecidas pelo projeto Corredor Ecológico?
Fica a dica!


Aproveito para perguntar. Você gosta de árvore. 

Responda em meu blog (no final da página ) a enquete.

Abraços e até a próxima !!

quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Convite para você


Estão abertas as inscrições para V Edital do programa Clickarvore, da Fundação SOS Mata Atlântica.

Serão doadas 600 mil mudas de espécies nativas da Mata Atlântica para proprietários de terras localizados nas seguintes regiões: Espírito Santo, Norte do Paraná, Santa Catarina, 

São Paulo e Sudoeste e Leste do Mato Grosso do Sul.

O objetivo é promover a restauração e a conservação de 360 hectares do bioma.

Podem participar proprietários rurais, pessoas físicas ou jurídicas, associações, 

Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) e ONGs.

Os interessados devem se inscrever até o dia 30 de setembro de 2013.


quarta-feira, 4 de setembro de 2013

Até que enfim!

Olá gente!

Quase um mês sem chuva.

Enfim, o dia 4 de setembro amanheceu com a tão sonhada água. Em forma de pingos, da forma mais  prazerosa.

Ah... melhora o ar, é como  água no deserto.É chuva divina.

Só damos valor a chuva, a natureza,aos recursos hídricos, quando ficamos sem o seu poder.

Já parou pra pensar nisso?

Já imaginou o quanto a natureza se recicla e que cabe a nós ajudá-la neste processo?

Nos últimos anos o nosso desenvolvimento tem significado o fracasso dessa imensidão natural.

É triste,mas se continuarmos assim, uma hora a natureza irá responder com sua indiferença.

Ela é forte, muito mais que nós . Somos mínimos,somos miseráveis  anões achando que somos grandes gigantes.

Somos pequenos, as vezes mesquinhos. Mas podemos ser "realmente" enorme defensores dessa natureza que nos presenteia diariamente com seu jogo de cores, seu aroma, sua grandeza.

Cabe a nós, procurarmos pela nossa grandeza interior. Exporte ela para fora, faça a diferença .

Aproveito o exemplo de Ivo Caetano de Aparecida. Ele fez a diferença! Regou árvores plantadas às margens da rodovia Paulo Virgílio,  que liga Guaratinguetá a Cunha.


Sua pequenez pode ser uma gota num oceano, mas é uma gota no oceano.

Pense nisso!

Boa semana  a todos. Para mim, de uma forma mais especial.

Abraços e até a próxima!!

sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Pretexto para tudo!



Umidade relativa do ar na casa dos 30%, quando o ideal seria 60%. 

Nos últimos dias a gente tem ouvido e muito esta  informação de meteorologistas e jornalistas. O que esses profissionais passam de "orientação' é que não se concretiza. 
Pedem para não  promovermos queimadas,pois esse tipo de atitude prejudica o ar que já está comprometido.

Justamente o que mais se vê nesta época são donos de terrenos, motoristas irresponsáveis e até cidadão que,por sinal, não merecia este título, ateando fogo em mata.

 Que pena desse meio ambiente que vive neste meio inconveniente.
Não é cabível este tipo de atitude!

Há pelo menos duas semanas tenho retornado do trabalho para a casa  e no caminho avistado muitos focos de incêndio. Na última quarta-feira foram pelo menos quatro incêndios em propriedades grandes. Um deles, prejudicava a vista do motorista que passava na via Dutra. 

Lembro que  atear fogo ao mato é crime ambiental passível de penalização com multa, cujo valor varia de R$ 500 a R$ 1 milhão, dependendo do agravante, e prisão de três a seis anos. Sanções estão previstas no artigo 41 da Lei nº 9.605/98.

O valor da multa varia de acordo com o tamanho da área atingida pelo fogo, se é de proteção ambiental, área de preservação permanente (APP), perto de minas de água, rios, cada uma segue uma determinação específica. Já quem ateia fogo em terrenos baldios pode ser penalizado com multa de 30 UFIRs, como previsto na Lei Municipal nº 2.809 de 1996.


Lembro também que de nada adianta dizer que o incêndio é criminoso. O crime maior é a herança que esses imprudentes deixam para as futuras gerações.

Uma nova frente fria vai chegar nos próximos dias.  Por enquanto, é o melhor remédio para castigar menos o meio ambiente. As áreas de instabilidades devem trazer chuva .

Mudança no tempo, falta só mudança de atitude.

segunda-feira, 12 de agosto de 2013

Rio Paraíba do Sul: O pai de 14 milhões de pessoas

O Rio Paraíba do Sul tem 1.120 km, abastece três estados (São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais).São 14 milhões de pessoas que recebem diariamente a água desse gigante em suas casas, comércio, escolas, igrejas e  hospitais.

A cada segundo há esgoto in natura sendo jogado nessas águas que lutam pra manterem vivas espécies de peixes  como Mandi e a Piabanha,esta última é o considerada o símbolo do Paraíba do Sul.

Relatório da CETESB, Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental, aponta que em 2012 o Índice de Vida Aquática do Rio no trecho do Vale foi considerado ótimo em quase todas as cidades.A única que ainda tem o desafio pela frente de tratar o esgoto é Aparecida. 

Aparecida inaugurou no último mês de julho a ETE ,Estação de Tratamento de Esgoto. O desafio é tratar o esgoto vindo de residências, hotéis, restaurantes e outros comércios. Estamos falando do esgoto gerado por 12.036 milhões de pessoas  todos os anos. São 12 milhões de romeiros e 36 mil habitantes.

Há capacidade para isso?Não há dúvidas.O projeto de R$22 milhões foi custeado pelo governo do Estado e se-trata de um dos mais inovadores utilizados atualmente no mundo.

O que  entristece  é o fato do tratamento 100% do esgoto ainda não ser  realidade na maioria dos municípios da Região Metropolitana do Vale e Litoral Norte.

Alguns estão lutando pra isso. Destaco  São José dos Campos, Jacareí, Tremembé e Taubaté. Há outros que já conseguiram essa façanha  .São eles : Queluz e Lavrinhas.

Há outros que ainda não tratam. É o caso de Cunha ,por exemplo. 

Neste primeiro semestre de 2013 tive a oportunidade de produzir o programa Vale Ecologia sobre o Rio Paraíba do Sul, que foi exibido pela tv Band Vale. Abaixo seguem os links deste programa. 


Assistam !


Obrigada  e boa semana!




sábado, 10 de agosto de 2013

Quanto carro no mundo!

Olá amigos, tudo bem?

Bom, eu poderia dizer que está. Mas ontem enfrentei uma daquelas filas de congestionamentos de cidade grande estando no interior. Estava a caminho de academia. Fiquei pouco tempo parada no local,mas o bastante para perceber que há um carro por pessoa, não  um carro por família. Estava na porta de uma escola, no horário de saída dos alunos.Já imaginaram que beleza! Alguns pararam em fila dupla, o que piorou ainda mais a situação.

O problema não é ter um carro.  O problema é que ,pelo que  sei, muitos moram  a um ou dois quarteirões da escola. 
É pouco demais para judiar do corpo e  do mundo.

Não sou eu quem faço um apelo. São os números que comprovam que a venda de veículos no país tem chegado a níveis históricos, assim como o congestionamentos.
Somente no mês de abril foram comercializadas 333 mil unidades no Brasil. Este ano já há mais de 1,5 milhão de carros a mais nas ruas.  
Em junho de 2012, São Paulo chegou a 292 quilômetros de congestionamento.  É quase que  ir e voltar  de Guaratinguetá a São Paulo,capital.
O meio ambiente está implorando por conscientização. 
Eu também! Que tal, para cada carro uma árvore.
Troca justa.
Pensem nisso!


  

segunda-feira, 29 de julho de 2013

Na TV Band Vale tenho o prazer de produzir o VALE ECOLOGIA 

O primeiro programa do ano vai ao ar neste  sábado, 3 de agosto, às 11h. Uma  edição comemorativa de 10 anos do Projeto Rio Vivo!!! 





Vamos falar do principal personagem para a realização deste projeto: o Rio Paraíba do Sul! 

Um gigante de mais de mil quilômetros que banha 3 estados e favorece cerca de 14 milhões de pessoas.

Você não pode perder!

É neste sábado, às 11h, na tela da Band!

quinta-feira, 25 de julho de 2013

Uma árvore a mais no mundo

Um dos temas que mais gosto de falar é meio ambiente. Acredito que quando falamos dele e o respeitamos nos tornamos seres humanos melhores. Prefira estar em meio a mata, cachoeiras e outros recursos naturais, vai sentir a diferença. Sempre que optamos por uma viagem para essas preciosidades da natureza, voltamos mais leves, inspirados e felizes por sabermos que somos tão pequenos. Temos tudo isso de graça, será que damos algo em troca?

Enfim, entrei neste assunto também para falar da importância de se preservar. Preservação também tem a ver com envolvimento. Não só preservar o que já foi feito,mas sim criar mais recursos naturais, fonte de vida. Criar água, ar puro, vegetação densa.É tão fácil, se envolva!

Conheço há alguns anos um defensor da natureza, se chama Luiz Bettoni. Ele planta árvores pelas cidades do Vale e até em  outros estados.

A última investida foi aproveitar a vinda do Papa Francisco ao Brasil para plantar uma árvore (Ipê Amarelo) no Seminário Bom Jesus. O Pontífice ,bem ou mal, é um caminho para divulgar e abençoar esse trabalho.O Papa esteve por lá e viu essa fonte de vida e ainda jogou terra nos pés do Ipê.


                                                        Luiz Bettoni plantando uma árvore.
                                         Seminário Bom Jesus, Ipê Amarelo em primeiro plano.

O Ipê Amarelo foi escolhido por ser o símbolo do Brasil. Nada melhor para um ARGENTINO ver. Ou melhor,nada melhor para o mundo ver. Afinal estamos em rede "mundial" nesta semana.
Brincadeiras à parte, foi um dia histórico . Um dia pra ficar na memória.
Você também pode plantar árvores pelo mundo. Mais do que se proteger, melhorar o seu meio ambiente, vai melhorar o meio ambiente futuro.
Pense nisso! Faça igual!!

Saiba como!! Visite o site da Ong Reflorestar é Viver (http://www.reflorestareviver.org.br/).

Beijos e até a próxima!!!



quarta-feira, 17 de julho de 2013

O  melhor prefeito

Asfalto refeito, lombadas retiradas, pinturas de faixas . É  este o cenário atual encontrado em Aparecida nos dias que antecedem a chegada do Papa Francisco a cidade. A visita do Pontífice será dia 24 de julho . Em uma semana apenas   o município está mais bonito.
Não é difícil lembrar que há seis anos o Vale também vivia a expectativa da  vinda de outro papa, Bento XVI . Ele veio e por onde passou encontrou estradas perfeitas, povo alegre e políticos engravatados.
Infelizmente ainda precisamos maquiar a situação para "inglês" ver. Neste caso argentino e alemão,respectivamente.
Por outro lado vivemos um momento de esperança, de união, de amor.
Esquecemos dos problemas. Aqueles que afligiam a população há tão pouco tempo ;(transporte, saúde, corrupção).

Vendo pelos dois lados, o papa é o melhor prefeito. Ele melhora a estrutura, une as pessoas e ainda nos faz esquecer dos problemas.
"Habemus Papam" . Temos um papa ,temos o melhor governante.
Ah,!Dia   29 de julho,  vida nova. Papa Francisco vai embora  e os problemas voltarão.

segunda-feira, 15 de julho de 2013

Noite fria no Marins. Facilmente pegamos temperatura negativa. Valeu a pena!

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=597675713615936&l=f3b54c7370
Em boa companhia no Marins, em Piquete.
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=597675086949332&l=1ad2e49a67
]
A despedida do sol de sábado!!
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=597674680282706&l=ab799049c4
Ficamos bobos ao avistar o Marins!!
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=597674123616095&l=6ea90a7cd3
Alguns momentos no Pico dos Marins,em Piquete
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=597673553616152&l=d8ea57f72d
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=597673130282861&l=a9bf9e196c
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=597671150283059&l=bb46ed032d
A recompensa; seis estrelas cadentes
 
Sábado, 6h30 , é hora de levantarmos da cama. Pela frente um dia lindo, cheio de desafios. Mochilas prontas, bora pro Pico dos Marins, em Piquete. Pela segunda vez vou subir ao ponto mais alto do estado de São Paulo. Meu namorado já subiu várias vezes, mas a  cada expedição, ele diz ser uma sensação diferente.
Na subida ao Pico, ainda de carro, conhecemos Alexandre e Carlão. Vieram de São Paulo ,capital, e iriam encarar a escalaminhada pela primeira vez.
Já na base dos Marins conhecemos Marcelo, Raquel e Rodrigo. Vieram de Poços de Caldas, Minas Gerais ,para sentir a sensação do caminho das pedras.
Por volta de 10h30 iniciamos a   caminhada rumo ao Pico.
A placa indica o que nos  aguarda!!!!!!
 
 
Diferentemente da primeira subida, quando também era inverno, desta vez enfrentamos tempo um pouco mais fresco ,ventos mais fortes. Enfim, uma recompensa pelos seis quilômetros de caminhada que nos aguarda. Mas vale lembrar que desta vez, mochilas pesadas nos faziam companhia. Afinal ,vamos acampar.
Facilmente vamos ganhando altitude e o ar vai faltando. Apesar do peso nas costas,  por incrível que pareça, sinto minha resistência bem melhor que da última vez. (resultado da FUNCIONAL COM PEDRO VILANOVA. Olha a propaganda!!!).
A medida que íamos subindo os registros eram quase que obrigatórios. Assim como os tombos. Um escorregão aqui, um arranhão ali nos fazem lembrar que  conquistar um pico deste é para os merecedores de coração.Nesta hora também contamos com a ajuda um dos outros para enxergarmos caminho em meio a tantas rochas.
 
 
 
 Brinquei com os demais integrantes do grupo sobre a sensação de estar meio aos maciços que nos levam ao Pico. Dá a impressão de que estamos no meio de um episódio do Chapolin. Aquele que ele fala: “Aerolitos”. É tão diferente a paisagem , o clima, o mundo em que estamos vivendo  que fica estranho pensar que estamos no Vale.
Bom..... de volta a terra, ao passar pelo primeiro maciço nos perdemos. Subimos por um caminho diferente. Tivemos de voltar a trajetória indicada pelo totens,pedras indicativas .Pra isso, desbravamos uma mata intensa e os cortes nos dedos foram inevitáveis. Nesta época do ano, a vegetação está bem alta.
 
De volta ao caminho, faltava pouco para chegar ao nosso hotel (rsrsrs).
Ainda no meio da trajetória nos deparamos com uma figura estranha. Um senhor com quatro sacos cheios “sei lá do que” na mão, caminhando de chinelo e um paletó fino. Que é isso??? Estávamos ralando com todo o equipamento adequado, aquele homem com roupa imprópria e com pesos extras nas mãos nos alcançava a cada etapa. Quando foi perguntado sobre o que fazia ali, ele respondeu que “procurava uma caverna para repousar”. Tomara que tenha encontrado, pois a temperatura baixou e muito!Até  mesmo urso panda iria tremer.
 
Enfim, nos últimos maciços as paradas também eram obrigatórias pra recuperar o fôlego.
Por volta de 16h30, alcançamos o Pico mais alto do Estado de São Paulo. Marins, com seus 2.420 metros de altitude. Logo que chegamos o vento se intensificou. Facilmente alcançou  os 40 ou 50 quilômetros por hora. A sensação térmica caiu bastante .
 
Preparamos a barraca, nossa mansão com dois metros quadrados.
Quando parecia que não iríamos ver nada em meio a tanta neblina, ainda deu tempo de flagrar o majestoso por do sol.
 
 
Por volta de 18h30 já dentro da barraca, o vento só aumentava. Era tanta ventania, que fomos obrigados a cozinhar dentro da barraca. O cheirão de bacon e peixe logo tomou conta do pico.A vizinha de barraca até disse: Nossa que cheirão de bacon é este?
Apesar do cansaço, alcançar o pico nos traz uma felicidade imensa. Uma satisfação pessoal e espiritual. Uma paz que reflete na pele .
 
Depois de alimentados e descansados um pouco, topamos ir pra fora da barraca pra avistar a bela paisagem. Quando achamos  que o tempo ficaria nublado, fomos surpreendidos por um céu que parecia pintura. Eram tantas e  tantas estrelas que não poderia pedir mais nada.
Mas em apenas uma hora de conversa , olhando um pouco para o céu,  consegui ver seis estrelas cadentes. Não tenho tanto pedido para fazer (rsrsrs).
Além das estrelas, a vista do Vale lá de cima é incrível. É possível ver todas as cidades e ainda um pouco de Resende ,Rio de janeiro. Simplesmente, INCRÍVEL!
 
DIA SEGUINTE....
Pretendíamos acordar por volta de 6h para ver o nascer do sol,mas o tempo amanheceu tão fechado que até assustou. Foi aí que tivemos a certeza de estarmos enfrentando temperatura negativa. O vento era muito forte, facilmente reduziu a temperatura para dez graus negativos. AFF, e olha que eu amo o frio,mas este era de congelar a alma.
Depois de café tomado, hora de desmontar a barraca e preparar pra descida. Quando estávamos todos arrumados, a neblina era tanta que tínhamos o campo de visão comprometido. Ainda assim, iniciamos a descida com vento, pedra molhada e muita “coragem” e “medo”.
Descemos até que relativamente rápido. O lado bom da neblina é que não enxergamos a altura em que estamos.
Rapidamente encontramos um grupo parado em meio ao  caminho. A neblina intensa fazia desaparecer as rochas a nossa frente.
Juntos seguimos.Logo que  a visibilidade melhorou, começamos a encontrar vários grupos subindo ao pico.
O que nos impressionou foi  nos depararmos com  uma família com duas crianças e um adolescente. Não bastasse a subida ao Marins, eles pousariam e depois fariam a travessia até Minas Gerais. Bacana esse mundo apresentado pelos pais a esses filhos. Tenho absoluta certeza que serão seres humanos melhores.
Por volta de 14h chegamos a base do Marins,com aquela velha certeza de que mais uma parte de nós foi melhorada pelo que absorvemos da natureza nos apresentada pelo Marins.
É de uma enorme importância para o Vale, para a natureza como um todo. Esse pico contribui e muito para o abastecimento de água de moradores da região. É de  uma biodiversidade imensa.Vale a pena conferir. Pra quem nunca foi, o indicado é recorrer a profissionais . Um deles é o querido Gerson, um guia turístico apaixonado pelo Pico dos Marins. Tem um site: Acesse e o contate: http://www.marinzeiro.com/home.html.
Beijão gente e até a próxima!
 
ah,em seguida vou postar fotos!!!